Perda de mercadoria? O que fazer?

Tempo de leitura: 3 minutos

Frigocenter-postagen-blog-perda-de-mercadoria-002

A alta sensibilidade dos produtos que passam pela cadeia do frio torna as empresas mais sujeitas a perdas de mercadoria.

Até mesmo uma pequena variação de temperatura, em muitos casos, já é suficiente para alterar as propriedades das mercadorias refrigeradas.

Não à toa esse foi um dos grandes problemas associados à perda de potência que tratamos no último artigo de nosso blog.

Perda de mercadoria gera prejuízo e perda de competitividade

O objetivo de toda e qualquer empresa que não seja filantrópica é alcançar o lucro.

Essa tarefa, contudo, não é fácil.

Não se trata apenas de vender, mas sim gerir corretamente todos os recursos necessários à produção.

Dessa forma é possível vender a mercadoria por um valor que atenda à demanda ao mesmo tempo que cobre os custos e gera retorno.

E é por isso que as organizações reforçam tanto a necessidade de reduzir custos e diminuir desperdícios.

Só assim é possível alcançar resultados que permitam investir no crescimento e alcançar a lucratividade esperada.

Quando mercadorias refrigeradas possuem sua propriedade alterada em qualquer momento de sua cadeia elas precisam ser descartadas.

Lembrando que a cadeia do frio atende principalmente o setor alimentício, farmacêutico, etc.

Se em outros setores é possível vender produtos com “defeitos”, como roupas em outlets, nesses que envolvem a refrigeração não há essa possibilidade.

Afinal, os alimentos e remédios nessas condições podem perder suas propriedades e até mesmo danificar-se e gerar graves problemas à saúde se consumidos.

E o prejuízo nesses casos é duplo: das mercadorias que estão sendo descartadas e pelo atraso na produção.

Ou seja, não é apenas dinheiro que está indo embora, sua competividade e capacidade de atendimento também.

Lidando com as perdas de mercadoria refrigerada (H2)

Para evitar que esse problema aconteça em sua empresa, prevenir é preciso e necessário. E essa prevenção começa desde a fase de projeto de seu sistema de refrigeração.

Ele precisa ser adequado às necessidades e à realidade de seu negócio, especialmente quanto à capacidade.

Ir além dos limites do equipamento é uma atitude que apenas irá aumentar seus custos, facilitar quebras e aumentar riscos de perda.

Por isso, um projeto adequado, que deve ser respeitado, é mais do que necessário.

Assim, chegamos à outra medida importante: a capacitação dos funcionários que operarão o maquinário.

Eles devem tanto saber o que fazer quanto o que não fazer, como por exemplo, deixar a porta aberta por períodos elevados ou enxergar a necessidade de manutenção e correção de equipamentos.

E para que esses colaboradores saibam essas funções, eles devem ser treinados e informados.

Em relação à manutenção preventiva, contar com técnicos especialistas que a realizem periodicamente é fundamental para garantir o melhor funcionamento.

Por vezes o começo de um grave problema pode ser detectado antecipadamente e corrigido, de forma a evitar prejuízos.

Não deixe que a perda de mercadoria seja uma realidade em seu negócio. Cuide do sistema de refrigeração e alcance os melhores resultados.

Gostou deste artigo? Continue acompanhando nosso blog e tenha acesso a mais dicas sobre sistemas de refrigeração para sua empresa.

Até a próxima!

Postado por Frigocenter | Indústria da Refrigeração

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *