BLOG

4 principais tecnologias de congelamento para o transporte refrigerado

O congelamento é um processo de preservação de alimentos bem estabelecido que produz alimentos nutritivos de alta qualidade, possibilitando um período maior de armazenamento. Por isso, ele é tão importante no transporte refrigerado. Quer saber mais? Veja aqui!

O congelamento é um método de preservação de alimentos usado por humanos há milhares de anos. O primeiro transporte refrigerado aconteceu em 755 D.C., usando neve como refrigerante.

Sim, no passado, congelar alimentos era tão ‘simples’ quanto cercá-los com blocos de gelo recém-esculpidos para manter a baixa temperatura interna. 

Por mais que a tecnologia e os métodos tenham mudado ao longo dos anos, a ideia básica permanece a mesma: 

Reduzir a temperatura dos alimentos a um nível adequado, para que os germes e as bactérias não consigam se desenvolver, aumentando a vida útil dos alimentos no transporte refrigerado.

Porém, o congelamento não é adequado para todos os alimentos, já que causa alterações físicas e químicas em muitos deles (isso pode acabar reduzindo a qualidade do material quando descongelado).

Existe uma visão geral de que o congelamento rápido e a formação de pequenos cristais de gelo oferecem algumas vantagens de qualidade no transporte refrigerado. No entanto, isso não é verdade para todos os alimentos.

Por isso, muitos processos de congelamento inovadores estão sendo pesquisados ​​e desenvolvidos em todo o mundo para melhorar os tempos de congelamento e a qualidade do produto. Vamos falar sobre alguns deles que podem ser utilizados no transporte refrigerado!

1 – Congelamento rápido

Um dos métodos mais básicos e frequentemente usados ​​para congelamento é o congelamento instantâneo. No início dos anos 1900, antes que os refrigeradores fossem disponibilizados ao público, Clarence Birdseye descobriu os benefícios de congelar peixes e caça selvagem em baixas temperaturas. 

Birdseye observou que temperaturas mais baixas se traduziam em um processo de congelamento mais rápido, o que significava que os alimentos podiam ser armazenados por períodos mais longos sem a necessidade de refrigeração.

Birdseye sabia que estava no caminho certo com a descoberta do congelamento instantâneo. Em 1925, ele inventou um dispositivo que usava uma solução de salmoura e água pressurizada para congelar vegetais para transporte. 

Em vez de obrigar os consumidores a comprar vegetais localmente, eles agora podiam congelá-los e transportá-los por todo o país. A invenção de Birdseye foi um sucesso instantâneo.

Até hoje, o congelamento rápido ainda é um método popular de conservar vegetais, carnes e outros alimentos para transporte. É seguro, eficaz e barato, características que todo fabricante de alimentos deve procurar. Dito isso, você deve estar sempre em busca de novas tecnologias e desenvolvimentos com preservação de alimentos.

2 – Embalagem ativa

Muita coisa mudou na indústria de alimentos desde que Birdseye criou o processo de congelamento instantâneo. À procura de maneiras para melhorar a eficácia do congelamento, cientistas criaram um novo processo conhecido como embalagem ativa. 

Isso envolve, basicamente, o uso de várias novas tecnologias para detectar e eliminar as bactérias nocivas presentes nos alimentos. Por mais que grande parte dessa tecnologia ainda esteja sendo pesquisada, algumas técnicas que usam embalagens ativas já estão sendo usadas.

Filmes de produtos alimentícios que permitem a passagem do oxigênio são uma forma de embalagem ativa. 

Exemplo: quando um prato de comida para micro-ondas é congelado, um filme permeável ao oxigênio pode ser adicionado ao topo. Desde que o prato seja armazenado em freezer ou refrigerado, o ar poderá passar para os alimentos, mantendo-os mais frescos por mais tempo.

3 – Congelamento de impacto

A tecnologia de impacto serve para aumentar a transferência de calor de superfície em sistemas de congelamento de ar; ela tem sido uma das poucas inovações recentes que realmente foram realizadas comercialmente. 

Impacto é o processo de direcionar um jato ou jatos de ar em uma superfície sólida para afetar uma mudança. Os jatos de ar de choque de velocidade muito alta (20 – 30 ms-1), ‘quebram’ a camada limite de superfície estática de gás que envolve um produto alimentar.

O meio resultante ao redor do produto é mais turbulento e a troca de calor por esta zona se torna muito mais eficaz. 

O congelamento por impacto é mais adequado para produtos com altas proporções de área de superfície para peso (ou seja, produtos com uma dimensão pequena, como hambúrgueres ou filés de peixe). 

Os testes mostraram que produtos com espessura inferior a 20 mm congelam de forma mais eficaz em um ambiente de transferência de calor de impacto. O processo também é muito atraente para produtos que requerem congelamento e resfriamento de superfície muito rápidos.

4 – Desidrofreezing

Apesar de ser frequentemente citado como uma tecnologia nova ou emergente, o conceito de desidrofreezing não é novo – existem estudos realizados e publicados desde 1950. 

O desidrofreezing é um complemento do congelamento, no qual um alimento é primeiro desidratado até a umidade desejada e depois congelado. 

A teoria por trás desse processo é: como frutas e vegetais frescos contêm mais água do que carne e sua estrutura celular é menos elástica, reduzir o teor de água antes do congelamento reduz o tempo de congelamento, o ponto inicial de congelamento e a quantidade de gelo formado dentro do produto. 

Isso reduz potencialmente os danos e melhora a qualidade do produto. Reduzir a carga de água também reduzirá a quantidade de energia necessária para congelar, reduzindo a carga de calor. 

Ou seja: a redução da massa também pode reduzir os custos de distribuição. 

E então, já escolheu a sua tecnologia para transporte refrigerado?

Se você ainda está em dúvida, saiba que nossa equipe está pronta para te ajudar a escolher a melhor tecnologia de transporte refrigerado de acordo com o alimento.

Sabemos que cada tipo de alimento tem uma particularidade e precisa de algum resfriamento, refrigeração ou congelamento. Nós podemos te ajudar nos 3 casos.

Quer saber mais? Entre em contato conosco e saiba agora qual tecnologia usar no seu transporte refrigerado de alimentos!

P.S.: Se você ainda está em dúvida sobre a necessidade da câmara frigorífica na indústria de alimentos, pode ver este artigo sobre o assunto.

Publicado por Frigocenter

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Economia Estratégica

Sistema de Refrigeração

Refrigeração Industrial

Vídeos

Aqui você vai ficar por dentro de todos os assuntos que englobam a engenharia de refrigeração, economia de energia elétrica, sistemas de refrigeração, funcionalidade e otimização de centrais de refrigeração e muito mais!

Posts Recentes